Fetaema intermedia reunião dos Movimentos Sociais com o ministro do Desenvolvimento Agrário

02/09/2015
Mônica Alves
Na tarde da última quarta-feira, 26 a Federação de Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura do Maranhão – FETAEMA recebeu o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, na própria sede da Federação, para uma reunião com os Movimentos Sociais do estado, em decorrência dos problemas vivenciados pelas organizações da sociedade civil e, até mesmo, dos próprios movimentos sociais, na execução dos programas de ATES – Assessoria Técnica, Social e Ambiental e de Assistência Técnica e Rural (ATER). Além dos problemas atuais na realização dos contratos destas assessorias.

Presentes à reunião, além do ministro, estiveram presentes o presidente da FETAEMA, Chico Miguel, o superintendente do Incra/Ma – Deyvison de Sousa, a representante do MIQCB – Movimento das Quebradeiras de Coco Babaçu, Rosenilde Gregório, o secretário da Agricultura Familiar (SAF) – Adelmo Soares, os secretários estaduais de Assuntos Políticos e Federativos, Marcio Jerry, de Direitos Humanos e Participação Popular – Francisco Gonçalves, entre outros.
Chico Miguel salientou a importância da presença do ministro na discussão dos impasses e reivindicações.

"A Fetaema está de parabéns por dar esse passo gigante e inédito em articular a vinda do ministro Patrus Ananias à sede da Federação e socializar sua vinda junto aos movimentos e entidades sociais, a fim de discutirmos os impasses e as reivindicações que estão deixando a desejar pelo governo federal.

Entendemos o momento e as limitações pelos quais o país passa, mas precisamos discutir as nossas necessidades com o governo. O governo federal precisa assumir aquilo que não é de nossa responsabilidade. Mas estamos na certeza de que, como o ministro afirmou, que sai daqui com compromisso de tentar fazer articulações e parcerias para dar soluções e respostas aos encaminhamentos propostos na tarde de hoje", defendeu o presidente.

O ministro do Desenvolvimento Agrário ressaltou, em sua fala, que além dos motivos de sua vinda ao Maranhão terem sido para o lançamento do Plano Safra 2015 da agricultura familiar do Maranhão, do PRONAF, a compra pública de alimentos, a agroecologia, o cooperativismo, entre outros, tinha também como objetivo o compromisso com a agricultura familiar no estado, no que diz respeito aos assentamentos de centenas de famílias, fazer a reforma agrária e dar aos agricultores familiares condições dignas de trabalho e de vida.

“Queremos dar aos agricultores familiares condições para que possam viver dignamente dos seus trabalhos e que o espaço da agricultura seja bom de viver. Por isso, estamos buscando acertos, parcerias e integração com outras políticas públicas, educação, saúde, cultura, tecnologia, inclusão digital, integração para espaços de territórios com acessos por estradas e muitos outros”, frisou.

Sobre os problemas pelos quais estão passando as entidades sociais, Patrus reconheceu algumas dificuldades – em relação aos repasses - e garantiu que o MDA está buscando sintonia e parceria com as entidades, conversas com outros ministérios, além de um aprofundando com o governo do estado.

“Já pedi uma audiência para eu passar um dia todo, para que o MDA cumpra a sua função, no que diz respeito à reforma agrária, desenvolvimento da agricultura familiar,apoio às comunidades povos e culturas tradicionais. Esse é o nosso compromisso. Mas, eu preciso do apoio e parceria de vocês”, complementou o ministro Patrus Ananias.

 
© 2008-2017 fetaema.org.br - Todos os direitos reservados.