Coletiva de Imprensa para denunciar Conflitos de Terra e destacar o GTM 2013

19/11/2013
Barack Fernandes
A FETAEMA reuniu em Coletiva de Imprensa na tarde desta ter‡a-feira (19) no seu Centro de Estudo Sindical Rural (CESIR - SÆo Luis), v rios jornalistas do MaranhÆo para abordar sobre os atuais n£meros de Conflitos Agr rios que afetam trabalhadores (as) rurais e destacar os avan‡os e entraves dos pontos de pauta do Grito da Terra MaranhÆo (GTM 2013).

Na Coletiva que contou com a presen‡a de quase todos os ve¡culos de Comunica‡Æo do MaranhÆo, muita perguntas sobre as zonas mais conflituosas atualmente, n£meros de mortes, amea‡ados sob prote‡Æo judicial, entre outros pontos ligados aos conflitos agr rios.

Um dos momentos fortes da Coletiva foi a presen‡a de dois trabalhadores rurais amea‡ados de morte, que sem serem identificados detalharam para os jornalistas como vˆm sendo pressionados a deixarem suas terras. Os agricultores chegaram a citar nomes de pol¡ticos inclusive da base Governista da atual governadora Roseana Sarney, que atualmente sÆo os principais respons veis pela expulsÆo das fam¡lias do campo.

Os avan‡os dos pontos de pauta do Grito da Terra MaranhÆo 2013, foram destacados pelo presidente da FETAEMA, Chico Miguel, que ressaltou a necessidade dos Governos Federal e Estadual cumprirem os acordos firmados durante os 8 dias de GRITO DA TERRA realizado em junho de 2013, quando a Federa‡Æo paralisou a principal entrada de SÆo Luis e ocupou o INCRA e a SEDES. "Ainda precisamos avan‡ar na aquisi‡Æo de terras, dos direitos das mulheres trabalhadoras rurais, na constru‡Æo de escolas e hospitais na zona rural, titula‡Æo das terras dos quilombolas, entre outros pontos j  prometidos pelos representantes do Governo do Estado e Federal no GTM 2013. Queremos a‡äes emergenciais", reivindicou o presidente da FETAEMA, Chico Miguel.

Ao final da Coletiva, o presidente da FETAEMA, Chico Miguel, a secret ria de Pol¡tica Agr ria da Federa‡Æo, L£cia Vieira, os dirigentes sindicais presentes, acompanhados do assessor de Comunica‡Æo da FETAEMA, Barack Fernandes e do assessor jur¡dico, Diogo Cabral, agradeceram a presen‡a e apoio dos jornalistas maranhenses na luta por vida digna e justa para os povos do campo.

Retrospectiva do Grito da Terra MaranhÆo 2013!

Foram exatamente oito dias no mˆs de junho deste ano, em que a FETAEMA juntamente com os seus sindicatos filiados fizeram v rias manifesta‡äes para chamar a aten‡Æo dos Governos Federal, Estadual e Judici rio, quanto aos problemas alarmantes que afetam o campo maranhense.

Ainda no dia 18 de junho, mais de 5 mil trabalhadores e trabalhadoras rurais de todo o MaranhÆo, ocuparam por mais de 6h a principal entrada da capital SÆo Luis.

Em seguida os manifestantes seguiram em caminhada nas avenidas dos Guajajar s e Santos Dumont, e s¢ depois de 3km de reivindica‡äes, eles (as) ocuparam a sede do INCRA.

Enquanto a metade ocupou a sede do ¢rgÆo agr rio a outra parte seguiu para ocupar a de Secretaria de Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar do Estado do MaranhÆo (SEDES), no Centro Hist¢rico de SÆo Luis.

Da ocupa‡Æo at‚ o ultimo dia do ato, foram 6 rodadas de negocia‡Æo com o superintendente do INCRA, Jos‚ In cio Rodrigues e sua equipe, 4 rodadas de negocia‡Æo com o vice-governador do MaranhÆo, Washington Oliveira, o secret rio de da SEDES, Fernando Fialho, o secret rio de Meio Ambiente do MaranhÆo, Victor Mendes, o presidente do ITERMA, Luiz Alfrˆdo, entre outros representantes do Governo Estadual.

A comissÆo de negocia‡Æo GTM 2013 tamb‚m reivindicou v rios pontos da pauta junto ao Judici rio maranhense.

O ato encerrou no dia 25 na sede do INCRA, com uma m¡stica que fez referˆncia a luta justa dos trabalhadores e trabalhadoras rurais, ao modelo de manifesta‡Æo pac¡fica proposta pelo conjunto do MSTTR em todo o Brasil e com v rias falas pol¡ticas de toda a diretoria da FETAEMA.

Respostas pauta GTM 2013!

Ap¢s o ato de ocupa‡Æo em junho, o Governo Federal (INCRA), Governo do Estado e Judici rio, apresentaram algumas respostas da pauta do GTM 2013. Onde ficou definido: A vistoria de aproximadamente 200 mil hectares de terras; Amplia‡Æo da Assistˆncia T‚cnica para 52 mil fam¡lias assentadas da Reforma Agr ria; Agilidade em todos os processos pendentes com emissÆo de posse; Vistoria em Todas as  reas quilombolas em situa‡Æo de conflito; RevisÆo na EmissÆo de T¡tulos pelo ITERMA no prazo de 90 dias em  reas de Conflitos Intensos; Agilidade no julgamento de casos de violˆncia no meio rural pelo Judici rio; Reestrutura‡Æo do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustent vel; entre outros pontos da pauta.

 
© 2008-2017 fetaema.org.br - Todos os direitos reservados.